03/12/2014 às 14h22min - Atualizada em 22/05/2015 às 14h56min

Cresce número de notificações de febre chikungunya em MS

Midiamax
Arquivo
 
 

O número de notificações de febre chikungunya em Mato Grosso do Sul aumentou, conforme boletim divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) nesta quarta-feira (3). O boletim da semana passada registrava 38 notificações, 25 da Capital. Já o desta semana, com dados até terça-feira (2), registra 42 notificações, 27 em Campo Grande.

Das 42 notificações, além das 27 da Capital, 3 são de Dourados, 3 de Três Lagoas, 2 de Bandeirantes, e 1 de Água Clara, Corumbá, Itaquiraí, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde e São Gabriel do Oeste.

De acordo com a SES, 32 notificações aguardam resultado do exame e 9 casos já foram descartados, 8 na Capital e 1 em Itaquiraí. O único caso confirmado é de Campo Grande, de 17 de outubro. O paciente ficou internado cerca de três semanas, obteve alta e passa bem. Ele recebeu atendimento médico em uma clínica particular da Capital.

Chikungunya

A febre chikungunya é uma doença parecida com a dengue e transmitida pelos mesmos mosquitos, o Aedes aegypti e Aedes albopictos, mas só tem um sorotipo, ou seja, cada pessoa só pega a doença uma vez. Os sintomas também são os mesmos da dengue: dor de cabeça, febre, dores musculares e nas articulações e podem durar de três a dez dias.

Os sintomas da doença são febre de início súbito e maior que 38,5°C, dor intensa nas articulações de inicio agudo, acompanhada ou não de edemas.


Link
Notícias Relacionadas »