06/05/2015 às 11h00min - Atualizada em 22/05/2015 às 14h56min

Médicos da rede pública de Campo Grande estão em greve

G1

Médicos da saúde pública de Campo Grande estão em greve desde às 00h (de MS) desta quarta-feira (6), por tempo indeterminado. Como determinado por lei, 30% dos profissionais estão trabalhando e emergências serão atendidas. Em entrevista à TV Morena, o coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), disse que o momento financeiro da prefeitura é de "contenções e ajustes".
saiba mais

O presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (Sinmed/MS), Valdir Shigueiro Siroma, disse que a categoria pede mais investimentos em saúde, melhores condições de trabalho e salário.

Siroma explica que a prefeitura informou que não haverá negociação sobre reajuste salarial dos médicos e, além disso, houve corte nas gratificações. Segundo ele, "a única alternativa" foi a greve.

Escalado pela prefeitura para falar sobre a greve, Eduardo Cury disse que o corte nas gratificações é temporário, mas não informou por quanto tempo, e que "não há intenção de desvalorizar" o profissional.

Em relação aos atendimentos do Samu, Cury disse que o serviço está sendo feito "com carga máxima de trabalhadores e veículos".


Link
Notícias Relacionadas »