08/06/2015 às 15h31min - Atualizada em 08/06/2015 às 15h31min

Mãe de aluno da PM diz que formandos foram coagidos a participarem de festa

- Mídia Max

Uma mãe de aluno do curso de formação de soldados da PM, em Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande, denunciou ao Jornal Midiamax, que os alunos do curso estariam sendo coagidos pelo comandante da unidade a participar de uma festa de formatura. A festa não é a formatura oficial da turma, mas um baile de comemoração.

Segundo mãe, desde o início do curso foi informado que a participação na festa seria facultativa, mas na última semana, o comandante teria obrigado os alunos a participarem da comemoração. Ela diz que os alunos acabaram se sentindo humilhados, foram chamados de “pobre de espírito” e que foi informado que os alunos trabalhariam no horário da festa.

Segundo o comandante do Batalhão da Polícia Militar de Jardim, tenente-coronel Adilson Alves de Macedo, não há como obrigar os alunos a participarem da festa de formatura, uma vez que não é oficial. Mas ele admite ter falado aos alunos que gostaria que todos participassem e que “ficaria chato” se nem todos participassem.

O militar explica que os alunos deveriam ter se organizado para pagar a taxa aos poucos, mas deixaram para o final e o convite ficou em R$ 150. Ainda segundo o comandante, quem não for ao baile, vai ficar á disposição da corporação e poderá estar de plantão ou de folga. 


Link
Notícias Relacionadas »
Fátima em Dia Publicidade 1200x90