Fátima em Dia Publicidade 1200x90
17/06/2015 às 10h47min - Atualizada em 17/06/2015 às 10h47min

Paciente 'dispensada' por médico em posto de saúde morre seis horas depois

Médico teria dito que 'não era nada grave'

- Mídia Max

Uma mulher de 34 anos morreu por volta das 22 horas da terça-feira (16), no CRS (Centro Regional de Saúde) do Coophavila 2, em Campo Grande. O caso foi registrado como morte a esclarecer, já que a vítima procurou atendimento médico, passou por avaliação e teve alta médica.

Segundo o relato da sogra à Polícia Civil, a mulher passou mal por volta das 12 horas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e ela foi encaminhada ao CRS do Coophavila 2. A mulher foi atendida e ficou em observação durante a tarde, sendo liberada às 16 horas.

A vítima desmaiou quando estava saindo do posto de saúde, mesmo assim, segundo o relato dos familiares, o médico mandou a mulher ir para casa e disse que não era nada grave. Pouco depois, ela passou mal novamente, o Samu (Serviço Móvel de At6endimento de Urgência) teria sido acionado, mas também disse que não poderia atender o caso.

O filho da vítima conseguiu pedir carona a um vizinho, mas quando eles chagaram novamente ao CRS, a mulher estava em parada cardiorrespiratória. Os médicos tentaram salvar a vítima, mas ela não resistiu.

A vítima tinha histórico de fratura, provocada por um acidente de motocicleta, ocorrido há dois meses. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.


Link
Notícias Relacionadas »
Fátima em Dia Publicidade 1200x90