18/06/2015 às 16h19min - Atualizada em 18/06/2015 às 16h19min

Acadêmico douradense é aprovado com nota máxima na prova OAB

- Dourados News

O acadêmico do 9º semestre do curso de direito da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), José Fernando Dirchsen dos Santos, 33, teve nota máxima na prova da segunda fase da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), realizada no mês passado. De acordo com o estudante, foram dois meses de estudos, sendo quatro horas por dia.

Porém, por conta da greve dos técnicos administrativos e professores que a instituição vem passando, ele ainda não tem ideia de quando poderá exercer a profissão. “Eu me preparei durante os dois meses, tanto para a prova da primeira quanto a segunda fase, dedicando um tempo para a prova, porém, ainda não sei quando me formo por conta da greve”, disse José.

A prova é aplicada pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), sendo que na segunda fase são quatro questões dissertativas e a outra parte prática um texto chamado peça profissional, simulando a primeira parte de um processo.

Ele disse que ficou sabendo no mesmo dia sobre a nota e ainda não buscou retirar a carteira provisória.

“Fiquei sabendo no mesmo dia, quando saiu o espelho da prova, então assim que terminei e tive acesso vi que tinha feito a pontuação máxima. Agora aguardo concluir o curso para retirar o registro” explica.

De acordo com a própria OAB, em relação a carteira profissional, mesmo que ainda não tenha concluído o curso, o acadêmico pode retirar e utilizar como estagiário e depois que formar então trocar para a definitiva.

Por lei pode fazer a prova acadêmicos que estejam cursando o 9º ou 10º semestre do curso, ou seja, no último ano para concluir e os bacharéis, pessoas que tenham colado grau.


Link
Notícias Relacionadas »