29/09/2015 às 16h16min - Atualizada em 29/09/2015 às 16h16min

Em MS, 4,5 mil trabalhadores perderam emprego na indústria

O setor industrial de Mato Grosso do Sul teve o 6º mês consecutivo de redução de postos de trabalho em agosto. Conforme o levantamento do Radar Industrial da Federação das Indústrias de MS (Fiems), no mês, o saldo negativo para o conjunto das atividades industriais foi de 908 vagas, enquanto no acumulado do ano o total de vagas encerradas nas atividades industriais do Estado sobe para 4.582.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, os segmentos industriais que apresentaram as maiores reduções no mês de agosto foram indústria química (-263), indústria têxtil e do vestuário (-211), indústria da construção (-199), indústria de produtos alimentícios e bebidas (-158) e indústria mecânica (-144). “No acumulado de janeiro a agosto, as maiores reduções ocorreram na indústria da construção (-1.727), indústria de produtos alimentícios e bebidas (-1.459), indústria têxtil e do vestuário (-829), indústria mecânica (-419) e indústria metalúrgica (-369)”, enumerou.

De janeiro até agosto, 121 atividades industriais apresentaram saldo negativo, proporcionando, o fechamento de 8.193 vagas. Entre as atividades industriais com saldo negativo de pelo menos 100 vagas destacaram-se abate de reses, exceto suínos (-2.304), construção de rodovias e ferrovias (-673) e obras de engenharia civil não especificadas anteriormente (-623).

POR OUTRO LADO

No período de janeiro a agosto de 2015, ao todo 97 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando, a abertura de 3.611 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 100 vagas, destacaram-se abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+468), fabricação de açúcar em bruto (+448).

MUNICÍPIOS

Em relação aos municípios, constata-se que em 41 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a agosto de 2015, proporcionando a abertura de 2.185 vagas. Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 100 vagas, destacaram-se São Gabriel do Oeste (+444), Angélica (+251), Rio Brilhante (+229), Maracaju (+140), Nova Andradina (138), Chapadão do Sul (+133) e Itaquiraí (+133).

Por outro lado, no mesmo período, em 33 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, proporcionando a fechamento de 6.767 vagas. Entre as cidades com saldo negativo de pelo menos 100 vagas, destacam-se: Campo Grande (-1.756), Três Lagoas (-1.085), Bataiporã (-665), Paranaíba (-634), Nova Alvorada do Sul (-442), Caarapó (-404), Naviraí (-305), Dourados (-281), Aparecida do Taboado (-194), Corumbá (-181), Eldorado (-131), Coxim (-109) e Ribas do Rio Pardo (-107).


Link
Notícias Relacionadas »