16/10/2015 às 07h12min - Atualizada em 16/10/2015 às 07h12min

Corinthians passa pelo Goiás e protege a sua vantagem na liderança

- GLOBO ESPORTE

A pressão exercida pelo vice-líder Atlético-MG, vitorioso no início da rodada, não atrapalhou o trabalho do Corinthians na noite de quinta-feira. O primeiro colocado do Campeonato Brasileiro cumpriu sem sustos seu papel diante do Goiás, em Itaquera, triunfando por 3 a 0.

 

O resultado fez os comandados de Tite chegarem aos 64 pontos e voltou a colocar em cinco pontos a distância entre as duas principais equipes da competição. A formação goiana, estacionada nos 31, permanece na zona de rebaixamento à segunda divisão nacional.

 

A vitória do Corinthians ficou bem encaminhada no primeiro tempo, em um cabeceio de Edu Dracena – que substituiu Felipe em alto nível – e um chute de Malcom, servido por Vagner Love. Na etapa final, o time preto e branco administrou as ações e fechou a contagem já no finalzinho, em ótimo chute do melhor em campo Rodriguinho.

 

O líder do Campeonato Brasileiro tem novo compromisso no próximo domingo, às 16h (de Brasília), quando fará visita ao Atlético-PR em Curitiba. Seu rival na briga pelo título entrará em campo na sequência, às 18h30, em confronto com o Sport em Pernambuco.

 

Superioridade clara


O Goiás não surpreendeu ao adotar um comportamento defensivo em Itaquera, mas se recusou a adotar linhas de marcação recuadas. A formação esmeraldina procurava atrapalhar o Corinthians em seu campo e criava alguma dificuldade. Por outro lado, quando passava a risca do meio-campo, o time da casa tinha espaço.

 

Superior, mas com alguma dificuldade, a equipe alvinegra clareou o confronto aos 15 minutos, quando Guilherme Arana foi bem em rebote de escanteio. Jadson foi acionado, dominou e cruzou com precisão para Edu Dracena, que cabeceou com liberdade, no ângulo direito.

 

Os visitantes não tinham arsenal para reagir e contavam com o adversário Edílson como seu principal jogador. Assim, bastou ao Corinthians apertar para ampliar. O sempre ativo Love, que havia acabado de perder oportunidade clara de cabeça, aproveitou o escorregão de Felipe Macedo e deixou Malcom na cara do gol para ampliar, aos 26.

 

Bem articulados por Renato Augusto, Jadson e Rodriguinho, os donos da casa poderiam ter feito mais ainda no primeiro tempo. Não fizeram e quase levaram um gol de Felipe Menezes, no início da etapa final. Cássio apareceu muito bem para espalmar o chute cruzado do meia.

 

Do outro lado, Vagner Love esteve perto da rede duas vezes, com um cabeceio à direita e um chute à esquerda, após ótima jogada de Rodriguinho. A partir dos 15 minutos, apesar da inspiração e da atividade de Rodriguinho, o Corinthians passou a administrar com mais cautela a posse de bola.

 

A formação alvinegra chegou a preocupar os torcedores mais pessimistas, dando espaços ao Goiás, mas não teve o resultado colocado em risco. Já no final, aos 42 minutos, Rodriguinho recebeu de Jadson fora da área e bateu forte, no ângulo direito, e encerrou a tranquila jornada alvinegra em Itaquera.

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 GOIÁS

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 15 de outubro de 2015, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Público: 40.925 pagantes
Renda: R$ 2.561.055,50
Cartões amarelos: Edu Dracena (Corinthians); Patrick, Ygor, Zé Love, Diogo e Bruno Henrique (Goiás)
Gols: Edu Dracena, aos 15 minutos do primeiro tempo, Vagner Love, aos 26 minutos do primeiro tempo, e Rodriguinho, aos 42 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Edu Dracena, Gil e Guilherme Arana; Ralf; Jadson, Rodriguinho, Renato Augusto (Cristian) e Malcom (Lucca); Vagner Love (Danilo)
Técnico: Tite

GOIÁS: Renan; Gimenez (Everton), Fred, Felipe Macedo (Alex Alves) e Diogo; Ygor, David, Patrick e Felipe Menezes; Erik (Bruno Henrique) e Zé Love
Técnico: Artur Neto


Link
Notícias Relacionadas »