21/12/2015 às 14h38min - Atualizada em 21/12/2015 às 14h38min

Em ano de Natal magro, 'buracolândia' garante exceção aos borracheiros

Enquanto comércio está em crise, movimento é intenso nas borracharias

- Mídia Max

Não que eles gostem dos buracos. Mas os borracheiros estão entre os únicos que se dão bem com a buraqueira que toma conta das ruas de Campo Grande. Mesmo com o comércio em crise, o movimento é intenso nas borracharias e foi constatado pelo Jornal Midiamax após conversa com os proprietários, que comparados aos demais comerciantes,  terão um Natal gordo, graças à chamada 'buracolândia'.

Tapa não

“Fala pro Bernal que eu estou com ele, não tapa os buracos não”, brinca funcionário de borracharia na Antônio Maria Coelho, que pertence a Jonas Rodrigo da Silva, de 45 anos. Segundo ele, o movimento e o serviço dobraram por conta dos buracos.

“Estamos fazendo muito remendo, vulcanização. Chega muito pneu estragado, cortado, com o aro amassado. Comparado aos outros finais de ano, esse vai ser bem melhor”, admite o borracheiro.

Jonas usa exemplo de cliente que estourou dois pneus no mesmo buraco no Coophavila recentemente. “Foi o de trás e o da frente, vendemos de uma vez dois pneus para ele”.

Vinte e quatro horas por dia

A borracharia de Jorge Carlos Arcanjo de Souza, de 44 anos, localizada na 26 de Agosto, é uma das poucas que funcionam vinte e quatro horas por dia, além de fazer resgate, ou socorro, como prefere o dono.

Jorge diz que é só chover que “chove” gente na borracharia. “Aí dá mais de vinte clientes por dia, é toda hora, tudo vítima de buraco. Não posso reclamar do movimento neste fim de ano”.

O borracheiro diz que não só eles estão lucrando com o campo minado de buracos que toma conta da Capital. “As oficinas também, porque não é só o pneu. Estoura amortecedor, cambagem, tem tudo isso”.

Jorge já virou herói dos hotéis na Afonso Pena. “Cliente deles passam em buraco perdem pneu me ligam na hora. Taxi também vem bastante”, conta.

A prova de que os borracheiros estão mais sorridentes neste fim de ano se deu ao vivo. Enquanto muitas lojas estavam às moscas, na hora que a reportagem estava na borracharia, equipe tinha ido resgatar caminhonete que tinha perdido pneu em buraco na Via Morena. Azar o do motorista, sorte a dos borracheiros.


Link
Notícias Relacionadas »