15/04/2016 às 09h44min - Atualizada em 15/04/2016 às 09h44min

Mulher encontrada morta em bairro nobre foi identificada pelo namorado

- Campo Grande News

Foi identificada como Sirlene Martins Alves, 32 anos, a mulher encontrada morta na tarde do último sábado (9), em um terreno baldio, na rua Chimango, no Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande. O corpo foi identificado no Imol (Instituto Médico Odontológico Legal) pelo namorado da vítima.

Conforme o delegado da 3ª delegacia que investiga o caso, Fabiano Nagata, o namorado da vítima foi ouvido e relatou que Sirlene estava desaparecida. Ele afirmou ainda à polícia, de que não sabe quem pode ter cometido o crime. “Nós estamos trabalhando para solucionar o caso, mas ainda não temos suspeito”.

Registro - A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que Sirlene aparece como vítima em dois boletins de ocorrência. Em 2013, a mulher procurou a polícia, porque foi apartar uma briga e acabou agredida por dois homens. Dois anos depois, em 20115, Sirlene foi acusada de ter furtado R$ 350 de um haitiano em um conjunto de casa, onde morava na Vila Progresso. Ela registrou boletim de ocorrência por injúria.

Crime - Testemunha contou que um catador de latinhas passava pelo local, quando viu algo atrás de tijolos e quando se aproximou notou que se tratava de uma mulher. O corpo apresentava lesões de pauladas na cabeça e perfuração em um dos olhos, causada por material pontiagudo. Nenhum objeto usado para matar a vítima foi encontrado no terreno.


Link
Notícias Relacionadas »