23/04/2016 às 11h45min - Atualizada em 23/04/2016 às 11h45min

Prefeito de Fátima do Sul faz festa com ‘chapéu alheio’ e recebe duras criticas

Seria glorioso e digno de reconhecimento, se não fosse trágico o FATO de que a maioria dos cidadãos fatimassulenses não conseguirem perceber o amadorismo ao invés do empreendedorismo que se prega diante dos “olhos” da população. Atrapalhadas confundidas com pioneirismo, e, principalmente, a incompetência na gestão pública no lugar de inovação.

“Não analisamos o Estado e nem a União, mas sim, o município”, cidade esta que não possui o administrador de vanguarda e de exemplar competência que ela tanto necessita. O “tapinha” nas costas vale mais do que mil prestações públicas, e os escândalos a frente de contratos superfaturados são esquecidos facilmente diante de festas e desfiles.

O caminhão de lixo chegou à cidade como se fosse um marco para a história fatimassulense, como se isso bastasse para alguém se intitular “maior” administrador da história do município. A população aplaude e não se atenta a tantas dúvidas que chegam com a novidade; Já passaram-se três ano da atual administração e só as vésperas de uma nova candidatura é que mostram-se os “novos feitos” na cidade.

Ao ver o caminhão passar, o que se vê escrito nele é que é uma conquista adquirida através do recurso financeiro arrecadado por meio do Parque Aquático. Cabe então o seguinte questionamento: Quem são e quem realmente colocou o empreendimento de pé? Até onde sabemos a visão de futuro, a grande empreendedora do Parque Aquático foi a ex-Prefeita Ilda Salgado Machado e o então Governador André Pucinelli, que pensando em alternativas de arrecadação para o município e uma outra fonte de renda para a população  idealizou o parque, sabendo que tanto o município quanto a população poderiam lucrar com a transformação do município em polo turístico. E, se procurarmos lembrar a atual situação era contra a construção do Parque e contra a transformação do município em polo turístico. Agora quer se vangloriar com conquistas de Outro? Outra questão, o que foi arrecadado nos três anos anteriores com o parque, onde foi empregado? Só deu para reformar dois caminhões?

Diariamente vemos notícias divulgadas dizendo que os funcionários reclamam de cortes em suas folhas de pagamento, pois bem; foi noticiado recentemente o aumento de 7,75% para os funcionários, perguntamos: isso foi o suficiente para recuperar o que foi cortado a quase dois anos atrás?  Houve aumento aumento  real de salário?.  Perguntem a quem trabalha dia a dia na Prefeitura.  A população sofre, a bagunça foi instalada nas ruas, a sujeira é deixada nos pontos turísticos da cidade e ainda assim temos motivos para festejar? Acredito que não!

O município está “assolado” diante de tantas obras paradas, de tantas promessas infundadas e jogadas para debaixo do tapete. E porque insistir nesse ponto e remoer o que não mais tempo para salvar? Porque o pior resultado que se pode ter é ver isso se renovar diante de “piegas” que aceitam tudo como verdade e não se voltam para a realidade. Há a necessidade de salvar à política, há necessidade real de se salvar Fátima do Sul.

A despeito do que qualquer entusiasta possa dizer, o prefeito sorriso e tapinhas nas costas ainda não conseguiu nos mostrar a que veio e já tenta nos impingir a ideia de que o problema de Fátima do Sul é recorrente da gestão anterior. Não é verdade! A cidade requer uma administração criativa, competente, empreendedora e comprometida com as leis e os avanços.

Enquanto essas questões não forem contempladas, continuaremos desafinando o coro dos contentes para o qual qualquer mudança é, por si só, um atributo positivo e marca a inovação. Fogos de artificio e barulho na rua não convence ninguém.

O Fátimamedia usou a mesma foto, que o Prefeito usou em sua rede social para ironizar uma notícia divulga pelo site, através de uma informações de funcionários da própria garagem denunciaram que o caminhão apresentado havia quebrado no dia anterior a sua apresentação. O Fátimaemdia não denigre a imagem da gestão do Prefeito Junior Vasconcelos (PSDB), apenas não compactua com as inverdades publicadas, em sites e rádios pagos, através de uma licitação de R$ 300 mil, que foi publicada no órgão oficial do município, divulgado pelo Jornal O Progresso.

O site Fátimaemdia não usa de perfis falsos na rede social Facebook, para denegrir a imagem de nenhum cidadão, muito menos de publicar mentiras, fofocas ou fazer sensacionalismo com a opinião publica.


Publicação do Prefeito em seu perfil no Facebook


Link
Notícias Relacionadas »