23/06/2016 às 09h40min - Atualizada em 23/06/2016 às 09h40min

Pela oitava vez, a UFGD é considerada a melhor do MS

- UFGD

A publicação do mais recente IGC (Índice Geral de Cursos) das instituições de Mato Grosso do Sul reafirmou a avaliação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) como a melhor do estado, pela oitava vez consecutiva.  

No triênio de 2012 a 2014, o IGP contínuo foi de 3,37 (que varia de 0 a 5,00)  e com conceito 4, numa variação que vai de 1 a 5, valor que coloca a UFGD na frente das outras cinco instituições avaliadas no MS.

A UFGD também continuou na terceira posição do ranking entre as 18 instituições da região Centro-Oeste, da mesma forma que nos anos anteriores, sendo que em primeiro ficou a Universidade de Brasília (UnB), com IGC contínuo de 4,01 e em segundo lugar a Universidade Federal de Goiás (UFG), com IGC contínuo 3,49.

A divulgação desses dados foi realizada em 18 de dezembro de 2015 e todas as tabelas podem ser visualizadas na íntegra por meio do portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

O IGP é um indicador que analisa graduação e pós-graduação quanto ao desempenho de estudantes, corpo docente, infraestrutura, recursos didático-pedagógicos e demais insumos. Ele é gerado a partir da média dos últimos Conceitos Preliminares de Curso (CPC) e da média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), tudo ponderado com o número de matrículas.

CRESCIMENTO COM QUALIDADE
Desde 2007, quando esse cálculo começou a ser realizado pelo Ministério da Educação (MEC), a UFGD prossegue como a melhor avaliada no estado, mesmo com os desafios da implantação da universidade.

De lá pra cá, a instituição mais que dobrou o seu tamanho. Em 2008, por exemplo, foram avaliados 12 cursos e o IGC contínuo foi de 3,29, o que na escala de 1 a 5, estabelece a conceito 4, mesmo conceito de 2014, só que com 27 cursos avaliados. Entre as instituições de MS avaliadas nesse o período, apenas a UFGD passou por expansão tão grande.

“Esse indicador demonstra que a UFGD foca seu crescimento na qualidade e nossos servidores e alunos estão empenhados para o fortalecimento dos nossos cursos e para o crescimento da universidade. Temos por compromisso, oferecer todo o suporte para que este crescimento siga em frente”, ressaltou a reitora Liane Calarge.

Nos próximos anos, a consolidação de cursos novos ainda influenciará as avaliações do MEC, já que a UFGD entra em 2016 com 32 cursos de graduação presencial, 05 cursos de graduação e 04 especializações a distância e 19 programas de pós-graduação.

Os indicadores do IGC de 2007 a 2014 e a descrição de como ele é calculado estão disponíveis em http://portal.inep.gov.br/educacao-superior/indicadores/indice-geral-de-cursos-igc

Link
Notícias Relacionadas »