22/02/2017 às 14h29min - Atualizada em 22/02/2017 às 14h29min

Professora é mordida por aluna em sala de aula de Araçatuba

Uma professora de 28 anos, que leciona na Escola Estadual Vaniolê Dionysio Marques Pavan, no bairro Planalto, em Araçatuba, procurou a polícia após ter sido mordida quando tentava conversar com uma aluna. O caso ocorreu na tarde de segunda-feira (20), quando também foi registrado na Central de Flagrantes como lesão corporal.

A educadora chamou a Polícia Militar logo após ser agredida. Ela afirmou que retirou da sala a aluna, de 14 anos, da oitava série, por ela apresentar mau comportamento e a enviou para núcleo de mediação da unidade. Depois de algum tempo, a menina retornou e teria entrado na sala sem pedir permissão, mas acabou sendo barrada pela professora, que saiu para conversar com a adolescente.

A professora disse para a polícia que, quando colocou a mão no celular da garota, foi mordida no braço esquerdo, na altura do cotovelo, ficando com a pele marcada. Ela comunicou o caso para a direção da escola e, depois, chamou a polícia. O caso foi levado para a delegacia da cidade e a mãe da adolescente precisou ir até o local para que ela fosse liberada.

ATENDIMENTO
A Diretoria Regional de Ensino de Araçatuba informou que "a direção da escola prestou todo o atendimento à docente e acionou os responsáveis pela estudante". Ainda segundo nota enviada pela assessoria de imprensa, o conselho escolar irá se reunir para estudar quais medidas tomará em relação ao caso, com base no regimento escolar. "Vale frisar que a unidade conta com a mediação realizada por profissional capacitado para identificar situações de vulnerabilidade", completa a nota da diretoria.


Link
Notícias Relacionadas »
Fátima em Dia Publicidade 1200x90