09/05/2017 às 10h29min - Atualizada em 09/05/2017 às 10h29min

Por 6 x 0, TRE mantém cassação do ex-prefeito de Fátima do Sul

Ex-prefeito de Fátima do Sul, Eronivaldo da Silva Vasconcelos Júnior, o Júnior Vasconcelos, (PSDB), está inelegível por 8 anos

WASHINGTON LIMA - FÁTIMA EM DIA

O ex-prefeito de Fátima do Sul, Eronivaldo da Silva Vasconcelos Júnior, o Júnior Vasconcelos, (PSDB), derrotado nas urnas na última eleição municipal, sendo o primeiro prefeito na história do município a não conseguir a reeleição, foi julgado e teve os direitos políticos cassados, por oito anos, pelo uso da máquina pública durante a campanha eleitoral em Fátima do Sul.

O ex-prefeito já havia sido cassado, pela juíza da 4ª Zona Eleitoral da Comarca de Fátima do Sul, Rosângela Alves de Lima Fávero, que recorreu da decisão junto ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), contra a decisão da magistrada.

No julgamento ocorrido na segunda-feira (08), o Tribunal Regional Eleitora manteve a cassação do ex-prefeito, por ter participado de forma efetiva de solenidade e discursou para convidados e servidores públicos, anunciando a construção de 300 casas com a previsão de entrega para outubro de 2016, divulgando na mídia e nas redes sociais, ferindo a Lei Eleitoral que proíbe qualquer tipo de divulgação a três meses do pleito. Ainda durante o pleito eleitoral foram realizados cadastros, de centenas de pessoas com a promessa de casas populares em troca de apoio político ao ex-prefeito. Além disso, o evento foi realizado em prédio público, demonstrando que ele estava usando a máquina pública a seu favor.

O TRE entendeu que o candidato se beneficiou de conduta ilícita no uso da máquina pública da prefeitura para promoção pessoal, abuso de poder político, decidindo que além de cassado, tornou o ex-prefeito Junior Vasconcelos inelegível por oito anos, e aplicou multa.


Link
Notícias Relacionadas »