18/09/2017 às 11h20min - Atualizada em 18/09/2017 às 11h20min

Começa hoje entrega de propostas para compra de usina da família Bumlai em Dourados

Usina São Fernando teve falência decretada em junho e filhos de Bumlai foram afastados

- Campo Grande News
Usina São Fernando teve falência decretada em junho e filhos de Bumlai foram afastados (Foto: Helio de Freitas)

A Justiça começa a receber hoje (18) as propostas de compra da Usina São Fernando, localizada em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Construída pelo pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e um dos condenados no âmbito da Operação Lava Jato, a indústria é um dos principais empregadores da cidade e teve a falência decretada em junho, quando passou a ser tocada por um administrador judicial. Os filhos de Bumlai, que administravam a usina, foram afastados.

Os lances deverão ser apresentados em envelopes lacrados, no cartório da 5ª Vara Cível de Dourados, das 12h às 19h de hoje e de amanhã. Os envelopes serão abertos quarta-feira (20) pelo juiz Jonas Hass da Silva Junior, que conduz o processo de falência. O valor mímimo para venda é de R$ 716 milhões.

A assembleia de credores para avaliar as proposta de compra está marcada para 14h do dia 25 deste mês em primeira convocação. Se não tiver quórum, a segunda convocação foi definida para 2 de outubro.

Todo o ativo da usina, incluindo o parque industrial, a frota, as máquinas e o chamado patrimônio biológico – as lavouras de cana – foi colocado à venda em bloco, ou seja, não poderá ser vendido separadamente. O pedido foi feito pela administradora judicial VCP (Vinícius Coutinho Consultoria e Perícia) e deferido no dia 10 de agosto.

No início deste mês, a administradora judicial divulgou o balanço dos cem dias após a falência e apresentou números positivos. Nenhum funcionário foi demitido em razão da falência, os salários estão sendo pagos em dia e foram mantidos os contratos de prestação de serviço terceirizado, como colheita, transporte, alimentação e veículos.

Nos primeiros 52 dias de administração judicial, contados no período de 9 de junho a 31 de julho, a Massa Falida da São Fernando Açúcar e Álcool comercializou 25.745,03 metros cúbicos de álcool, gerando um faturamento bruto com álcool de R$ 38,6 milhões.

“A São Fernando é um caso raro em que a falência foi decretada pela Justiça e a empresa mantida em funcionamento, gerando emprego e riqueza para o município e o Estado. A regra é a empresa fechar as portas imediatamente após a falência”, afirmou o advogado Rafael Vincensi, assessor jurídico da Administração Judicial.


Link
Notícias Relacionadas »