01/11/2017 às 08h25min - Atualizada em 01/11/2017 às 08h25min

Ministério da Saúde suspende recursos para dois municípios de MS

Os municípios de Inocência e Bandeirantes tiveram suspensas pelo Ministério da Saúde as transferências de recursos para vigilância sanitária. A medida, que afetou outros 799 municípios brasileiros, trava as parcelas de setembro a dezembro devido a irregularidades no cadastro de dados no SIA/SUS (Sistema de Informação Ambulatorial do SUS).

A portaria informando a decisão da pasta foi publicada nesta quarta-feira (1º) no Diário Oficial da União.

Conforme o texto, as duas cidades de Mato Grosso do Sul não registraram no sistema a produção dos respectivos setores de vigilância sanitária entre os meses de fevereiro e junho deste ano, de modo que a medida vale até que os poderes públicos regularizem os dados.

Fizeram o mesmo outras 771 cidades brasileiras. Outros 30 municípios, conforme apurou o Ministério, sequer tinham cadastro nessas plataformas, tendo sido considerados “inconsistidos”.

O prefeito de Inocência, José Arnaldo Ferreira de Melo (PSDB) ficou sabendo sobre a suspensão pela manhã. Ele considerou a situação uma “falta de competência” dos funcionários responsáveis pela área e prometeu convocar uma reunião com gestores da saúde para cobrar explicações e providências para a regularização dos dados. “Não aceito esse tipo de coisa”, disse ao Campo Grande News.

Já o prefeito de Bandeirantes, Alvaro Nackle Urt (DEM), prometeu verificar a situação e pediu que a equipe de reportagem entrasse em contato novamente no decorrer da manhã, quando ele anunciaria as providências a serem tomadas para sanar os problemas.


Link
Notícias Relacionadas »
Fátima em Dia Publicidade 1200x90