07/10/2019 às 08h12min - Atualizada em 07/10/2019 às 08h12min

Eleitos os novos conselheiros tutelares em Fátima do Sul, que tomarão posse em 2020

WASHINGTON LIMA - FÁTIMA EM DIA
Os cinco novos representantes do conselho Tutelar de Fátima do Sul foram divulgados no início da noite de domingo (06) pelo conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), organizador das eleições.

Durante o domingo, eleitores foram às urnas, com votação nos em Fátima do Sul e no Distrito de Culturama. Cada eleitor pôde votar em um candidato. Os novos membros assumem no dia 10 de janeiro de 2020, para um mandato de quatro anos.

RESULTADO DAS ELEIÇÕES EM FÁTIMA DO SUL
Joice : 460 votos
Sandra : 211 votos
Maria: 170 votos
Jane : 162 votos
Laine : 124 votos

OS ELEITOS
 
Nome: Joyce Sampati Ribeiro
Idade: 22
1 - Por que você decidiu ser candidata a conselheira tutelar em Fátima do Sul?
Trabalho com crianças e adolescentes a mais de quatro anos, por isso vejo o cargo de conselheira tutelar como uma oportunidade de auxiliar, dar suporte para crianças, adolescentes e suas famílias, para constituir uma base familiar sólida e rochosa, edificando o lar.
Pois a sociedade, juntamente com a família e outras instituições, devem ser os pilares de sustentação para nossas crianças e adolescentes, para que possam crescer e serem cidadãos de bem.
Infelizmente, apenas parte da população conhece o trabalho do Conselheiro, por isso precisamos sempre valorizá-lo, para alcançar uma parcela ainda maior da população e transformar vidas.
Portanto decidi ser candidata para trabalhar em prol das nossas crianças e adolescentes, trabalhando com a base familiar. Acredito que atuar em defesa dos direitos das crianças e adolescentes abrangendo também sua família é ter a projeção de um futuro melhor para a nossa cidade.
 
2 - Se eleita for, como será sua atuação como conselheira tutelar?
Acredito que se trabalharmos na base familiar, dando o devido suporte podemos obter resultados positivos na vida das nossas crianças, adolescentes e de suas respectivas famílias.
Elaborar projetos, para que possamos ter um conselho tutelar mais presente em nossa cidade, trabalhando de forma preventiva, juntamente com outras instituições e buscando fazer com que a sociedade tenha o conhecimento da sua importância na vida das crianças e dos adolescentes da nossa cidade. Buscar acompanhar os menores em situação de risco, e decidir em conjunto com o Conselho, qual a melhor forma de proteger seus direitos. Trabalhando para todos, sem analisar etnia, credo religioso, partido político ou classe social.



Nome: Sandra de Souza Moreira
Idade:

1 - Por que você decidiu ser candidata a conselheira tutelar em Fátima do Sul?
Tenho formação no curso magistério e curso de educação física. Já fui presidente do Sindicato dos trabalhadores Rurais de Fátima do Sul. Quero ser conselheira, pois gosto do trabalho, me identifiquei com a causa. Entrei a pedido de amigos. Sei que já contribui e posso continuar contribuindo em defesa dos direitos da criança e do adolescente. Pois é gratificante ajudar famílias, E ver o seu trabalho sendo reconhecido pela população. Sempre tive uma votação expressiva pelo reconhecimento do meu trabalho.

2 - Se eleita for, como será sua atuação como conselheira tutelar?
Farei um trabalho em parceria com o colegiado, zelando pelos direitos das crianças e dos adolescentes   que se encontrarem com seus direitos violados. Aplicando as medidas de proteção previstas no (ECA) Estatuto da criança e do adolescente.



 
Nome: Maria Chaves Gonçalves
Idade: 51 anos

1 - Por que você decidiu ser candidata a conselheira tutelar em Fátima do Sul?
Para continuar o meu trabalho de Conselheira, atendendo e protegendo crianças e adolescentes mediante situações de violação de direitos, como também aconselhar seus pais ou responsáveis.

2 - Se eleita for, como será sua atuação como conselheira tutelar?
Pretendo atuar ativamente respeitando as leis e o próximo seguindo o estatuto criança e do adolescente, juntamente com autoridades competentes e o apoio da sociedade para o bem comum e proteção das crianças e adolescente.
 
 
 
 
 










Nome: Jane Cristina Casotti
Idade: 50 anos
 
1 - Por que você decidiu ser candidata a conselheira tutelar em Fátima do Sul?
Acredito que o conselho tutelar é uma oportunidade que apareceu para mim, como um novo desafio. Sou moradora de Fátima do sul há mais de 40 anos, formada em Ciências Contábeis, trabalhei em alguns serviços públicos, sempre tive um bom convívio com a sociedade, sempre pautada em desenvolver o meu trabalho que pudesse trazer melhorias de vida das pessoas, com isso me identifiquei com o cargo a qual estou concorrendo, tendo em vista que poderei continuar contribuindo com meu trabalho pelo bem de toda a sociedade fatimassulense.
 
2 - Se eleita for, como será sua atuação como conselheira tutelar?
R - Quero ser porta voz da sociedade, atuando com dedicação, compromisso e esforço para a efetivação dos valores éticos e respeito aos direitos humanos, principalmente das crianças e adolescentes juntamente com os meus colegas conselheiros. A população pode contar comigo.













Nome: Laine Medeiros
Idade: 30 anos


1 - Por que você decidiu ser candidata a conselheira tutelar em Fátima do Sul?
Ser conselheira não é uma profissão, entendo que seja uma missão, e esse chamado deve ser feito por pessoas comprometidas com a causa das crianças e adolescentes, e me sinto preparada para atuar juntos com a rede de proteção aqui da nossa cidade. Fátima do Sul merece gente comprometida e que já tenha um histórico.
 
2 - Se eleita for, como será sua atuação como conselheira tutelar?
 
A minha atuação será a continuação do que já venho fazendo em meu primeiro Mandato, garantindo direito integral dessas crianças e adolescentes. O Conselheiro tutelar eleito terá como missão atuar  para que o Estado cumpra seu papel de proteção
Link
Notícias Relacionadas »