19/12/2019 às 08h53min - Atualizada em 19/12/2019 às 08h53min

Governo de MS decreta situação de emergência em Deodápolis

As fortes chuvas desses últimos meses causaram diversos danos na cidade, principalmente na área rural

MÍDIA MAX

Tendo em vista as fortes chuvas decorrentes das últimas precipitações pluviométricas que atingiram Deodápolis e causou diversos danos ao setor público e privado, com prejuízos que ultrapassaram a capacidade de resposta do município, o Governo do estado de Mato Grosso do Sul decretou Situação de Emergência, pelo prazo de 180 dias, em partes da área rural da cidade, afetadas pelo desastre.

A chuva, que iniciou em outubro e ainda não deu trégua, prejudicou a rodovia municipal Travessão da 17ª Linha no Distrito de Vila União e também a rodovia municipal 12ª Linha Nascente, que tiveram trechos atingidos por um desastre chamado cobrade – fenômeno atípico que provocou a formação de uma voçorosa de 1,5 km de comprimento entre os km 01 e 02 da 17ª linha e uma voçoroca de 80 m de largura na 12ª linha, além de causar prejuízos aos transportes locais.

As estradas, por estarem intransitáveis, trazem prejuízos ao transporte dos insumos agrícolas e ao escoamento de produtos da agricultura familiar. O decreto, divulgado nesta quinta-feira (19) autoriza a mobilização de todos os órgãos estaduais para atuarem, sob a coordenação da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução.

O decreto também autoriza a convocação de voluntários para reforçar as ações e, além disso, permite a realização de campanhas de arrecadação de recursos perante a comunidade, com o objetivo de facilitar o trabalho de assistência à população afetada pelo desastre.

A publicação completa do decreto está disponível no Diário Oficial do Estado, a partir da página 20.


Link
Notícias Relacionadas »