24/02/2020 às 17h03min - Atualizada em 24/02/2020 às 17h03min

Deputado Londres Machado lamenta morte de Dirceu Lanzarini, ex-prefeito de Amambaí

Lanzarini foi alvejado por disparos de arma de fogo no final da manhã dessa segunda-feira

WASHINGTON LIMA - FÁTIMA EM DIA
Dirceu Lanzarini e Londres Machado durante encontro político. FOTO: WASHINGTON LIMA / FÁTIMA EM DIA

O deputado estadual Londres Machado lamenta profundamente o falecimento, do ex-prefeito de Amambai e atual secretário especial de articulação política do Governo do Estado, em Mato Grosso do Sul, Dirceu Luiz Lanzarini, aos 62 anos, ocorrida nesta segunda-feira, 24 de fevereiro, no Hospital do Coração, em Dourados.

Lanzarini foi alvejado por disparos de arma de fogo no final da manhã dessa segunda-feira por um funcionário de uma de suas fazendas em Amambai

O deputado Londres Machado, que está em viagem e fora do Estado, atendeu por telefone a reportagem do site Fátima Em Dia, e falou sobre a trágica morte do ex-prefeito. “É com profundo pesar que recebi a notícia da morte do meu amigo. Sempre estivemos juntos na política e na administração pública. Companheiro, Dirceu sempre me ajudou politicamente. Como prefeito foi um exemplo de honestidade, o povo de Amambai recebeu inúmeros benefícios durante sua administração. No momento de dor nós não entendemos os desígnios de Deus. Estamos orando pela família”, lamentou Londres.

A Prefeitura de Amambai, em respeito à personalidade pública, o Município decretou luto oficial por três dias.

O velório do ex-prefeito será realizado na Câmara Municipal de Amambaí.

SOBRE DIRCEU LANZARINI

Dirceu Luiz Lanzarini era natural de São Paulo (SP), nascido no dia 30 de novembro de 1957. Casado e com duas filhas, ele declarou na última eleição que disputou, em 2014, para deputado estadual pelo PR, ser produtor agropecuário. Nesse pleito, ele foi o 37ª mais votado, recebendo 9.807 votos e ficando como suplente.

Antes disso, Lanzarini também concorreu ao cargo de deputado estadual em 2006, pelo PL (denominação a qual o PR voltou a ser chamado atualmente). Ele também ficou como suplente nessa eleição, tendo recebido 24.967 votos – atrás dos correligionários da época, Londres Machado, Paulo Correa e Antônio Carlos Arroyo.

Conhecida liderança da região do Conesul do Estado, Dirceu foi também prefeito de Amambai em três mandatos. Eleito em 1996, assumiu o cargo em 1º de janeiro de 1997, sendo reeleito em 2000, ficando no posto até 31 de dezembro de 2004.
 
Já entre 2003 e 2004, ele cumpriu mandato como presidente da Assomasul (Associação dos Município de Mato Grosso do Sul), substituindo Reinaldo Azambuja no posto. O nome que o sucedeu foi Waldeli dos Santos Rosa, prefeito de Costa Rica hoje no quarto mandato.

Em 2008, ele voltou às urnas para a disputa pela prefeitura de Amambai, vencendo o pleito e ficando no cargo entre 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012 – ano em que decidiu não disputar a reeleição e viu o candidato que apoiou para sucede-lo perder a disputa para o nome apoiado pelo então governador André Puccinelli (MDB).

Mesmo com a disputa nas urnas em 2012, ele assumiu meses depois o cargo de assessor especial na gestão de André, na qual foi secretário estadual da Juventude e diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul).

 

Link
Notícias Relacionadas »