09/06/2021 às 20h48min - Atualizada em 09/06/2021 às 20h48min

Palmeiras cai nos pênaltis diante do CRB e está fora da Copa do Brasil

- uol

Mesmo com seus principais jogadores em condições de jogo, o Palmeiras foi eliminado na terceira fase da Copa do Brasil. Atual campeão, o Alviverde jogava pelo empate, mas perdeu por 1 a 0 para o CRB no Allianz Parque, gol de Ewandro, logo aos 5 do primeiro tempo, após falha de Victor Luis, no tempo normal.

E, mais uma vez, o Verdão caiu nos pênaltis, por 4 a 3, com um total de quatro penalidades desperdiçadas: foi a nona derrota nas últimas 11 disputas no formato, incluindo aqui as disputas da Supercopa do Brasil e da Recopa Sul-Americana já nesta temporada 2021.

O time de Abel Ferreira foi com tudo para cima dos alagoanos, batendo nada menos que 35 vezes a gol —só Scarpa chutou 12. Mas, com o experiente goleiro Diogo Silva em grande noite e uma boa dose de sorte, o time de Alagoas conseguiu segurar o placar no tempo normal.

Muitos erros nos pênaltis

Guilherme Romão, do CRB, acertou o travessão na segunda cobrança de seu time. Lucas Lima também desperdiçou, batendo a terceira do Palmeiras no canto esquerdo, para defesa de Diogo Silva, principal nome do time na partida. Na sequência, Reginaldo Lopes também perdeu: Weverton defendeu. Mas Breno Lopes, na sequência, também perdeu, com nova defesa de Diogo.

Na última cobrança da primeira série , Dudu isolou, batendo muito por cima do gol. Coube a Luiz Adriano fazer a cobrança que decidiria a partida, a quinta do Palmeiras. E o camisa 10 também desperdiçou, acertando o travessão.

Jatobá bateu a primeira da série alternada e converteu, pelo CRB. Vilão no jogo, Victor Luis ficou com a primeira do Alviverde e bateu com categoria no canto esquerdo de Diogo. E foi justamente o goleiro que bateu a cobrança seguinte, com extrema categoria, deslocando Weverton.

Marcos Rocha bateu o pênalti seguinte, para manter o Palmeiras no jogo. Mas Diogo Silva, o grande herói, fez a defesa que classificou o time alagoano.

Perdeu, levou

A primeira chance do jogo foi do Palmeiras, aos 4 minutos. O cruzamento de Rony veio justo e Wesley não conseguiu bater com força, pegando de letra. No lance seguinte, aos 5, o CRB abriu o placar: em falha de Victor Luis ao tentar cortar um passe, Diego Torres ficou com a bola e lançou para Ewandro sair frente a frente com Weverton e bater com calma para fazer 1 a 0.

Em cima da linha e de fora da área

O Palmeiras teve duas chances excelentes. Em uma delas, o goleiro Diogo Silva tirou conclusão de Rony em cima da linha. Na outra, Raphael Veiga pegou forte de fora da área e o goleiro do CRB fez ótima defesa em seu ângulo superior direito.

Massacre nos números --exceto no placar

O primeiro tempo da partida foi um massacre do Palmeiras, que bateu nada menos que 18 vezes a gol, contra apenas uma do time alagoano. Em termos de posse de bole, a supremacia se repetiu, com 72% para o Verdão e apenas 18% para os visitantes.

Segundo tempo desorganizado

O Palmeiras seguiu em cima do CRB, mas à medida que o tempo foi passando, o time foi se desesperando e perdendo organização em campo. Em que pese ter batido mais de 20 vezes a gol só na segunda etapa, o Palmeiras sofria demais para encontrar a rede do goleiro Diogo, o grande nome do jogo. no tempo normal

Zero volante, quatro camisas 10

Para tentar dar mais força ao Palmeiras, o técnico Abel Ferreira decidiu sacar Felipe Melo e colocar Zé Rafael em campo, deixando o time com três criadores ao mesmo tempo no gramado, sem qualquer volante de ofício. Depois, ele ainda tirou Veiga e, em seu lugar, entrou outro 10, Lucas Lima.

Scarpa chuta-chuta

O camisa 14 do Verdão foi o melhor em campo pelo Palmeiras. Bateu nada menos que 12 das 35 bolas a gol do clube no jogo. O problema é que apenas duas tiveram a direção do gol. As demais foram bloqueadas ou saíram pela linha de fundo. Foi dele, inclusive, o último chute do Palmeiras no jogo, aos 51 da etapa final. A bola saiu por cima.

Palmeiras x CRB
Terceira fase - Copa do Brasil
Local: Allianz Parque
Horário: 19h
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)

Gols: Ewandro (CRB)

Cartões Amarelos: Gum, Ewandro, Frazan (CRB); Luan (PAL)

Palmeiras: Weverton, Mayke (Marcos Rocha), Luan, Renan e Victor Luis; Felipe Melo (Zé Rafael), Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Rony, Luiz Adriano e Wesley (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan e Guilherme Romão; Marthã (Claudinei), Jean Patrick e Diego Torres; Erik (Calyson), Ewandro (Dudu) e Hyuri. Técnico: Alan Aal


Link
Notícias Relacionadas »