09/11/2021 às 08h40min - Atualizada em 09/11/2021 às 08h40min

Fátima do Sul recebe veículo para acelerar cadastramento de beneficiários do programa “Mais Social”

Prefeita destaca as ações do Governo do Estado, que em parcerias com os municípios, está atendendo as demandas e necessidades da população.

WASHINGTON LIMA - FÁTIMA EM DIA

A prefeita de Fátima do Sul, Ilda Salgado Machado (PSD), acompanhada do deputado estadual Londres Machado e da coordenadora do Mais Social no município, Neide Basílio, recebeu do Governador de Mato Grosso do Sul, um veículo para acelerar cadastramento de beneficiários do programa. que disponibiliza o cartão social no valor de R$ 200,00 mensais.

Os 38 veículos entregues ontem (08), aos municípios são para ajudar e acelerar os cadastros e visitas, para atingir a meta de 100 mil famílias contempladas. Os veículos serão usados em cada município para identificar e cadastrar as famílias carentes de cada cidade, que farão parte do programa.

O Mais Social é um auxílio pensado pela equipe do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para atender as famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. O programa vai pagar R$ 200 mensais para beneficiários que têm renda mensal familiar per capita inferior a meio salário mínimo. É proibido o uso do cartão para a aquisição de bebida alcoólica e produtos à base de tabaco, sob pena de exclusão do programa, em caso descumprimento.

No final do mês de outubro, a Secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre; em parceria com a Prefeitura de Fátima do Sul, por meio da Secretaria de Assistência Social, entregou mais de 200 cartões do programa para moradores de Fátima do Sul e do Distrito de Culturama. Na oportunidade Elisa ainda anunciou a ampliação do programa no município, já para o mês de novembro.

A prefeita Ilda Machado, destaca as ações do Governo do Estado na assistência social, que em parcerias com os municípios, está atendendo as demandas e necessidades da população. “Serão aproximadamente R$ 200 mil por mês que estarão circulando em nossa economia. É muito bom para as famílias beneficiadas e também para fomentar o nosso comércio, principalmente os micros e pequenos comerciantes”.

 


Link
Notícias Relacionadas »