30/06/2022 às 08h10min - Atualizada em 30/06/2022 às 08h10min

Acusado de dar golpes em hotéis de Bonito é ferido a tiro ao tentar furar barreira da PRF

PRF afirma que suspeito desrespeitou ordem de parada e fugiu por vários quilômetros

Um rapaz de 26 anos, foi atingido por tiro após furar barreira da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no município de Palhoça, em Santa Catarina. O rapaz estava com mandado de prisão em aberto por estelionato em Bonito, distante 300 km de Campo Grande.

Conforme informou a família do rapaz ao Jornal Midiamax, ele está internado em estado grave no hospital e, por estar sob custódia, não pode receber visitas.

Segundo informações da mãe do rapaz, ele foi acusado de estelionato em Bonito (MS). "Ele não teve nada a ver com esse caso, mas infelizmente ele encontrou Promotor, Juiz que foram juízes e carrascos de uma situação que ele não poderia ser considerado culpado da forma que colocaram", argumenta.

Entretanto, o Promotor de Justiça, João Meneghini Girelli, da Comarca de Bonito, ofereceu uma denúncia, em desfavor de Julio e outras três pessoas envolvidas no caso de estelionato, onde eles teriam feito pagamentos com cartões clonados e teriam deixado um prejuízo de mais de R$ 23,4 mil em hotéis e pousadas de Bonito.

A denúncia de estelionato ocorreu no dia 13 de outubro de 2021, e no dia 26 do mesmo mês, a denúncia foi oferecida pelo MPMS, com isso, Julio tinha mandado de prisão em aberto. Com medo de ser preso, Julio não teria obedecido à ordem de parada da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em uma blitz, na BR-101.

"A blitz foi a poucos metros de distância da casa onde estava morando", relata a tia de Julio, que afirmou que o sobrinho queria se entregar na frente dela. "Ele parou o carro na frente de casa, os policiais pararam em seguida com a viatura atrás, e falaram para ele colocar as mãos para cima, e o policial que estava no banco traseiro deu um tiro de fuzil pelas costas dele, a bala explodiu dentro dele, acertou o braço e perfurou o pulmão e costela dele", relata a tia.

"A ação policial foi completamente desproporcional, Julio esta sendo tratado como um bandido de alta periculosidade, e nem sequer foi condenado, e não possui antecedentes", conta.

Um vídeo mostra o momento em que os policiais colocam Julio na viatura e levam ele para uma unidade de saúde. Ele está internado sob escolta policial no Hospital Regional, de São José, (SC). "Hoje meu filho está entre a vida e a morte, ele está em um local que não posso ter acesso a saber como é o estado (saúde) dele, não posso ver, abraçar e nem tocar nele", lamenta a mãe do rapaz.

Perseguição

Segundo informações da PRF, um suspeito foi baleado em uma rua do bairro Pachecos, em Palhoça, Santa Catarina. O caso ocorreu na manhã da última segunda-feira (27). O homem ferido é foragido da justiça do Mato Grosso do Sul.

Em nota, a PRF confirma que o suspeito foi ferido por disparo de arma de fogo após desrespeitar ordem de parada na BR-101 e fugir por vários quilômetros de abordagem policial. Os agentes receberam informação de que um carro com placas de Embu (SP) vinha realizando manobras perigosas na BR-101.

“Quando avistou o automóvel, a equipe deu ordem de parada, mas o motorista desrespeitou os policiais, e escapou da abordagem em alta velocidade”, esclarece a PRF.

O motorista foi acompanhado por viatura da PRF, até fugir para o bairro Pachecos. Foi quando, segundo a PRF, “o fugitivo desembarcou bruscamente e pareceu sacar algo na direção dos policiais, quando foi atingido por disparo de arma de fogo”, descreve em nota, enviada ao site Palhocense.

O suspeito foi socorrido pela equipe de policiais e levado ao Hospital Regional de São José, onde está em situação estável.

 
Link
Notícias Relacionadas »