24/11/2014 às 12h52min - Atualizada em 22/05/2015 às 14h56min

Grávida morre após ser esfaqueada e atropelada em MS, diz polícia

Crime ocorreu na noite de domingo (23) em Novo Horizonte do Sul. Vítima estava grávida de seis meses. Feto também não resistiu.

G1 MS

Uma mulher de 34 anos morreu, na noite de domingo (23), após ser esfaqueada e atropelada em Novo Horizonte do Sul, a 303 km de Campo Grande. Segundo a Polícia Civil, a vítima estava grávida de seis meses e o suspeito de ter cometido o crime é o marido de 25 anos.

O caso ocorreu por volta das 19h30 (de MS). De acordo com o boletim de ocorrência, o pai da gestante disse aos policiais que o casal havia discutido na residência minutos antes do crime porque a vítima não queria morar com o suspeito em uma fazenda.

Conforme relatos do pai da grávida à polícia, o rapaz ficou alterado e desferiu um golpe de faca no rosto da mulher e quase atingiu o pai da moça. Em seguida, o suspeito saiu com um carro em alta velocidade. A mulher chegou a sair da casa e andar alguns metros pela rua quando o marido a atropelou.

Segundo a polícia, a vítima foi socorrida até o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Os médicos tentaram fazer parto cesariana de emergência para tentar salvar a vida do feto, mas ele também não resistiu.A polícia foi à casa dos pais do suspeito e encontrou o veículo utilizado no atropelamento com marcas de sangue. À polícia, o pai do jovem disse que o filho chegou alterado afirmando ter matado a esposa. Ele ainda teria declarado que mataria mais uma pessoa e depois se mataria. Logo após, saiu em uma motocicleta.

O suspeito não foi localizado. O caso foi registrado como 'aborto provocado por terceiro sem consentimento da gestante', 'homicídio doloso na forma tentada' e 'homicídio doloso qualificado por motivo fútil' na Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema.


Link
Notícias Relacionadas »