11/03/2015 às 07h03min - Atualizada em 22/05/2015 às 14h56min

Justiça decreta prisão preventiva de professor que abusava de alunas em Itaporã

Até esta terça-feira o autor estava detido em virtude da prisão em flagrante

Mídia Max

O professor de 31 anos, preso por estupro de vulnerável em Itaporã, a 215 quilômetros de Campo Grande, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça nesta terça-feira (11) e permanece detido na Delegacia de Polícia Civil do município.

Até esta terça-feira o autor estava detido em virtude da prisão em flagrante, realizada na última na última sexta-feira (6). Agora, a prisão preventiva é válida por 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30.

O autor, que lecionava para crianças do 4º e do 5º ano do ensino fundamental, ganhava a confianças das alunas para depois abusar delas durante as aulas em uma escola municipal da cidade. Para não ser denunciado, ele ameaçava baixar as notas das meninas, de 9 e 10 anos, caso contassem sobre o abuso.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ricardo Meirelles Bernardinelli, depois de conseguir a admiração e o respeito das alunas, o professor as levava para o fundo da sala, as colocava sentadas no colo e acariciava os seios e as partes íntimas delas.

Segundo o delegado, a ação não era notada pelos outros alunos, pois o professor “costumava passar uma atividade para as outras crianças, que ficavam olhando pra frente”. Até o momento foram identificadas duas vítimas que eram abusadas constantemente e uma terceira que o professor teria tentado aliciar.

Investigação

As investigações começaram há um mês, quando os pais de uma das meninas foram até a delegacia e denunciaram o caso. Para Ricardo, o medo e a vergonha do abuso fizeram com que as crianças demorassem a contar o problema para a família.

Na sexta-feira (6) depois de ser novamente abusada, uma das meninas relatou o crime para a mãe que acionou a delegacia. O professor, que lecionava para o 4º e 5º anos do ensino fundamental, foi preso em flagrante no mesmo dia.


Link
Notícias Relacionadas »