15/06/2015 às 09h10min - Atualizada em 15/06/2015 às 09h10min

Sul-mato-grossenses são presos pela PF em esquema de mais de R$ 40 milhões

Grupo é investigado por envolvimento em tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro

- Correio do Estado
Nome da operação faz alusão ao estilo de vida luxuoso que os criminosos mantinham (Foto: Polícia Federal - Londrina)

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (15), a Operação Ferrari que desarticulou núcleos de organização criminosa em 15 cidades de cinco estados do país. Dos 49 mandados de prisão cumpridos, três foram em Mato Grosso do Sul e até o momento o patrimônio dos criminosos ultrapassa os R$ 40 milhões.

A operação contou com a participação de 300 policiais federais e 28 servidores da Receita Federal do Brasil, que deram cumprimento a 49 mandados judiciais, sendo 20 mandados de prisão preventiva, 22 mandados de busca e apreensão e sete mandados de condução coercitiva, em 15 cidades dos estados: Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Bahia e Sergipe.

A polícia também sequestrou 20 imóveis, bloqueou 30 contas correntes e apreendeu mais de 100 veículos. Até o momento o patrimônio da organização criminosa ultrapassa os 40 milhões de reais.

Segundo investigações, as organizações tinham como finalidade o tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro nos cinco estados participantes da ação policial. De acordo com informações da Receita Federal do Brasil, que participou em conjunto com a PF, a análise minuciosa de documentos de dados fiscais e bancários, possibilitou descobrir um complexo esquema de lavagem de dinheiro.

O nome da operação é o nome de um dos estabelecimentos empresariais mantidos pela organização criminosa e faz alusão ao estilo de vida luxuoso que os criminosos mantinham, com casas em condomínios de alto padrão, empresas para lavagem de dinheiro, automóveis importados e embarcações de luxo. Tudo adquirido por meio do tráfico internacional de drogas.

MATO GROSSO DO SUL

Em Mundo Novo, município a 464 quilômetros da Capital, a Operação cumpriu dois mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão.

Todos os presos foram conduzidos à cidade de Curitiba-PR e nesta manhã serão apresentados no auditório da Delegacia de Polícia Federal em Londrina.


Link
Notícias Relacionadas »