04/12/2015 às 10h59min - Atualizada em 04/12/2015 às 10h59min

Travesti foi morta no Universitário por extorquir namoradas de autores

- Campo Grande News

A Polícia Civil prendeu dois homens acusados de matar a travesti Penélope, 21 anos, apresentando nome de registro Leonardo Marcolan Shavetock, com 15 facadas no dia 25 de novembro deste ano, no Bairro Universitário. Wesley Rocha Reis Bento, 23, e Leandro da Silva Martins, 21, alegaram que a vítima extorquia outras travestis, sendo que elas seriam namoradas dos autores.

Segundo assessoria de imprensa, os dois confessaram que a vítima estava extorquindo as travestis que faziam ponto no mesmo local, por isso acabaram a matando a facadas. Os golpes atingiram o tórax, costas, perna e nuca. Ela foi encontrada na Rua Ucy Nagamine esquina com Elvira Matos de Oliveira.

Os autores foram indiciados por homicídio e responderão em liberdade. A operação contou com agentes do SIG (Serviços de Investigações Gerais), 1ª e 4ª Delegacia de Polícia.


Link
Notícias Relacionadas »