11/12/2015 às 11h22min - Atualizada em 11/12/2015 às 11h22min

Empresário e ex-piloto de moto de MS é preso com 10 kg de cocaína em Americana

- Campo Grande News
Pacotes de cocaína encontrados em Saveiro e celulares que eram usados por douradense (Foto: Divulgação)

O ex-piloto de motocross e speed way Justiniano Soares Neto, o Kiko, que nas décadas de 80 e 90 conquistou várias provas de automobilismo em Mato Grosso do Sul, foi preso por tráfico de drogas na tarde desta quinta-feira (10) em Americana, interior de São Paulo.

Dono de uma oficina de motos na Avenida Joaquim Teixeira Alves, centro da cidade, o empresário de 47 anos foi flagrado com 10,4 quilos de pasta-base de cocaína. A drogava estava escondida nas laterais da Saveiro conduzida por Kiko.

Segundo a equipe de investigação da Central de Polícia Judiciária de Americana, que fez o flagrante na Rodovia Luiz de Queiroz, o tráfico de drogas para a região acontecia há pelo menos quatro meses a partir de Ponta Porã, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Interceptações telefônicas feitas durante a investigação levaram os policiais ao fornecedor da droga, o empresário douradense.

De acordo com a polícia paulista, os investigadores começaram a monitorar a Saveiro de Kiko na Rodovia Presidente Castello Branco, em Itu. Usando um carro descaracterizado, os agentes se aproximaram do ex-piloto sem despertar atenção. Quando chegou na Rodovia Luiz de Queiroz, em Americana, Kiko foi abordado e preso.

A pasta-base é o produto puro originado da industrialização das folhas de coca. A polícia acredita que a quantidade encontrada com o douradense, após o processo de refino, seria suficiente para produção de até cem quilos de droga pronta para o consumo.


Link
Notícias Relacionadas »