15/04/2016 às 13h48min - Atualizada em 15/04/2016 às 13h48min

Temer se reúne com deputados do Solidariedade sobre possível governo

- Folha

O vice-presidente Michel Temer esteve reunido, por cerca de uma hora, com os 14 deputados da bancada do Solidariedade, um dos primeiros partidos a fazer campanha aberta pelo impeachment da presidente Dilma.
Ao sair, o presidente da legenda, Paulinho da Força (SP), um dos maiores defensores do impeachment, disse que, caso Dilma Rousseff seja afastada, um futuro governo Temer começaria com uma base no Congresso equivalente ao número de votos pró-impeachment. Nas contas do partido, o relatório pelo afastamento de Dilma deve ultrapassar 380 votos no domingo.

"Ele disse que vai reunificar o país e respeitar as instituições, coisa que o atual governo não faz", disse.
Segundo Paulinho, Temer disse aos deputados que vai estudar um aumento do Bolsa Família.

"Ele disse que vai manter os programas sociais e, no caso do Bolsa Família, ele defendeu inclusive um reajuste porque a inflação comeu o valor do benefício", afirmou o deputado.

Os deputados do Solidariedade negaram que o loteamento de cargos na Esplanada dos Ministérios tenha entrado na conversa.

Pouco antes, o deputado Genecias Noronha (SDD-CE) relembrou que a legenda aderiu ao impeachment no primeiro momento: "Não entramos agora".


Link
Notícias Relacionadas »