06/06/2016 às 13h33min - Atualizada em 06/06/2016 às 13h33min

Suspeito de matar a mulher durante chá de bebê continua foragido

Foi feito pedido de prisão

- Mídia Max

Delegado Guilherme Scucuglia, que estava de plantão na Delegacia de Polícia Civil de Anaurilândia no dia em que Christiane Santana de Assis, de 30 anos, foi morta, fez pedido de prisão ao marido dela, Silvano Aparecido dos Santos, de 35 anos. O homem não foi encontrado no dia do crime, que ocorreu na cidade a 366 quilômetros da Capital, na noite de sábado (4).

Conforme o delegado, o pedido de prisão foi deferido pelo Poder Judiciário, com anuência do MPE (Ministério Público Estadual). Até o momento, a informação é de que Silvano está foragido. De acordo com o site Jornal da Nova, equipes de investigação da Polícia Civil de Anaurilândia e Bataguassu, além de policiais militares da região fazem buscas pelo suspeito.

Feminicídio

Christiane participava do chá de bebê de uma amiga quando, por volta das 20h, Silvano chegou ao local, foi até a esposa, a puxou pelo braço e iniciou as agressões. Há relato de que o homem chegou a colocar a faca na garganta da jovem, mas a atingiu com um golpe na barriga. As agressões foram testemunhadas por todos os convidados.

A mulher foi socorrida por ambulância do Quebracho e encaminhada ao hospital Sagrado Coração de Jesus em Anaurilândia, mas morreu pouco depois de dar entrada. Após o crime, Silvano fugiu. O caso é tratado como feminicídio.


Link
Notícias Relacionadas »