08/06/2016 às 14h04min - Atualizada em 08/06/2016 às 14h04min

Não é piada: 'Japonês da Federal' cumpriu a prisão dele mesmo em Curitiba

Newton Ishii se apresentou em Curitiba

- Mídia Max

Após a prisão do agente federal Newton Ishii, o “japonês da Federal”, diversos internautas começaram a fazer uma pergunta: “se ele prende todo mundo, quem o prendeu?”. Vários memes começaram a circular, com montagens de Ishii conduzindo a si próprio. E o mais irônico é que, de fato, quem se prendeu foi ele mesmo.

De acordo com a assessoria da PF-PR (Polícia Federal do Paraná), o “japonês” estava em seu trabalho, no prédio da superintendência da PF, em Curitiba, e recebeu o mandado de prisão. Ishii, então, foi até um delegado e se apresentou, na noite da última terça-feira (7). Ou seja, ele próprio se conduziu.

A prisão gerou diversas piadas. Um leitor do Jornal Midiamax chegou a questionar: "quem bateu à porta dele?". No Twitter, internautas também fizeram brincadeiras, até mesmo com trocadilhos referentes a seu sobrenome, Ishii, que lembra a expressão popular utilizada por quem se vê em maus lençóis.

O motivo

A prisão de Ishii deve-se à ‘Operação Sucuri’, que investiga um esquema entre agentes da PF para facilitar a entrada de contrabando no Brasil, por meio da fronteira com o Paraguai. O famoso agente teria agido em Foz do Iguaçu e já havia sido preso em 2003. Ele não deve ficar no mesmo lugar que os presos que conduziu na Lava Jato.

Apesar de sua prisão não ter relação com a operação que investiga o escândalo da Petrobras, Ishii foi supostamente citado no áudio que incriminou o senador afastado Delcídio do Amaral (sem partido-MS), que se refere a um “japonês bonzinho” de Curitiba. 


Link
Notícias Relacionadas »