16/05/2017 às 07h41min - Atualizada em 16/05/2017 às 07h41min

Operação contra aborto ilegal cumpre mandados de prisão temporária em MS

Conforme informações divulgadas pela Polícia Civil, são cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária.

Funerária em frente a casa no dia em que o feto foi encontrado enterrado no quintal (Foto: direto das ruas)

A Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) e a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) fazem nesta manhã de terça-feira (16), operação contra aborto ilegal.

Conforme informações divulgadas pela Polícia Civil, são cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária. As ordens judiciais foram emitidas pela 1º Vara do Tribunal do Júri.

A ação, denominada Herodes, é resultado de investigação iniciada a partir do caso de uma adolescente de 17 anos, que no dia 15 de março deste mês praticou um aborto e enterrou o feto no quintal de casa, no Bairro Guanandi.

Na ocasião, a mãe da adolescente, suspeita de ter obrigado a filha a abortar e enterrar o feto, negou que induziu a garota a interromper a gravidez e disse que sua vida virou inferno da noite para o dia depois que o namorado da garota denunciou o caso à polícia.

O nome da operação se refere ao personagem bíblico, o rei Herodes, que governava a Judeia na época em que Jesus nasceu, e que mandou matar todas as crianças do sexo masculino que tivessem dois anos para baixo e fossem de Belém e região do entorno.


Link
Notícias Relacionadas »