04/09/2017 às 08h26min - Atualizada em 04/09/2017 às 08h26min

PMA autua dois pescadores paulistas em R$ 2,3 mil por transporte ilegal de pescado

Os pescadores não possuíam a licença de pesca.

No mês de setembro e outubro, próximos ao período de fechamento da pesca, o número de pescadores nos rios do Estado aumenta significativamente, em razão do início da formação de cardumes e, consequentemente, a maior facilidade de captura. Por essa razão, a PMA intensifica gradativamente a fiscalização preventiva nos rios, para evitar a pesca predatória e retirar petrechos ilegais armados, que possam depredar os cardumes, bem como em estradas do Estado, para reprimir, prendendo os que insistem em praticar a pesca predatória.

Durante fiscalização na BR 262, Policiais Militares Ambientais do Grupamento da Polícia Militar Ambiental do Posto Avançado do Taquarussu, localizado na BR 262, no município de Anastácio, abordaram ontem (3), um veículo onde estavam dois pescadores amadores, residentes Manduri (SP), que transportavam 23 kg de pescado das espécies pacu, piavuçu e curimbatá ilegalmente.

Os pescadores não possuíam a licença de pesca. O pescado foi apreendido e os infratores, de 21 e 44 anos, foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.160,00 cada um. A falta de licença de pesca não se caracteriza como crime, mas são infrações administrativas, com previsão de multa e apreensão do produto da pesca. O pescado será doado para instituições filantrópicas.


Link
Notícias Relacionadas »