07/08/2020 às 10h18min - Atualizada em 07/08/2020 às 10h18min

Donatella partiu, mas fez amor de Carla que reside em Fátima do Sul virar incentivo para adoção

- Campo Grande News
Campo Grande News
“Um raio de luz chamado Donatella” é este o título do e-book que narra a vida da vira-lata de pelos brancos, olhos carentes e cheia de afeto, que fez o coração de Carla Perez Miranda Zampieri bater mais forte. A doguinha permaneceu seis anos na vida da tutora, que despertou o amor incondicional por animais. Agora, quase três anos após sua despedida, a humana eterniza a história da amizade para incentivar a adoção de pets.

“Nessa quarentena, me tranquei em casa e escrevi. Donatella era a paixão da minha vida, foi criada como filha. Escrevia sobre ela nas redes sociais, até que uma pessoa deu a ideia de produzir um e-book com a história. Minha intenção é incentivar a adoção, informar sobre castração e parar com o preconceito contra os bichinhos”, diz.

Aos 36 anos, Carla é farmacêutica e vive na cidade de Fátima do Sul, a 239 quilômetros de Campo Grande. Deixou de atuar na área de formação e hoje se dedica à família e aos animais. No entanto, antes, passou por uma experiência que transformou sua vida e a fez descobrir laços fortes entre humano e animais.

“É como o filme ‘4 Vidas de um Cachorro’, ainda estou esperando a Donatella voltar pra mim. Nossa relação era utópica, extremamente forte. A adotei quando estava com quatro meses de vida, mas acho que havia sido maltratada, pois tinha trauma de gente. Somente eu e minha família conseguíamos chegar perto dela”, recorda.

Carla levou Donatella para a casa e logo a doguinha foi conquistando seu espaço. Os latidos e os “lambeijos” firmaram o laço de amizade entre as duas, que passaram a ter uma conexão de outro mundo.

“Tínhamos tanta ligação que, quando ela fugiu da casa, de madrugada, eu fechava os olhos e a via caminhando perto de um mercado. Avisei minha mãe sobre isso e quando ela passou pelo local, a encontrou por lá”, lembra Carla sobre um dos momentos marcantes entre ela e Donatella.


Os anos se passaram e a cada primavera, a vida da tutora se enchia de alegria e amor, com o jeitinho de Donatella. A família aumentou com a chegada dos filhos gêmeos, Vinícius e Leonardo, que também passaram a amar a cachorra.


Carla segurando Donatella, ao lado do marido Vitor e dos filhos gêmeos, Vinícius e Leonardo. (Foto: Arquivo pessoal)
No entanto, em 2017 Donatella passou mal após comer uma cebola e não resistiu. “Levei ao veterinário, ficou internada, mas em 24 horas acabou morrendo porque o alimento é tóxico para o organismo do animal. Lembro que no dia, acordei chorando porque senti que ela tinha morrido. Minutos depois recebi a ligação comprovando”.

Desde então, Carla descobriu um amor incondicional por animais e passou a ajudar abrigos. “Agora fico resgatando pets, oferecendo lares temporários. Tenho cinco cachorros e mais gatos. O amor que tinha por ela, multipliquei pelos outros”, destaca.

“Ela me ensinou a não ter preconceito com vira-lata, a preferir adoção do que a compra de animais, pois existem vários bichinhos passando necessidade e que precisam da gente. Aprendi a não ter preconceito contra cachorros mais velhos, entendi que castração é bom para eles porque evita o abandono”, comenta Carla sobre as lições deixadas pela companheira.


Carla e Vitor com Donatella. (Foto: Arquivo pessoal)
Na cidade onde vive, Carla decidiu ajudar de forma ativa a Ong (Organização Não Governamental) Pelo Fim do Abandono, para contribuir na salvação dos animais. “Quis me vincular ao trabalho de proteção animal, pois isso é minha realização pessoal”.

Carla relata que, assim como vários abrigos, a Ong também precisa de apoio. “A situação é precária, vivem a base de doações, leilão de peças que ganham, rifa. Não tem sede, então os animais ficam em lares temporários. Fizemos parceria com uma clínica veterinária para fazer castração e atendimento por um preço mais acessível”.

“Ajudar os animais é minha vida, gosto muito e eles dependem da gente, retribuem tudo com amor”, destaca, por isso ela fez tanta questão de preparar o e-book contando a história da adoção e companheirismo de Donatella, e ainda falar sobre a paixão pelos outros animais que entraram na sua vida desde que a fiel companheira se foi.

O e-book promete tocar o coração do leitor com uma narrativa sobre vidas que ensinam e espalham amor incondicional. O trabalho está sendo vendido pelo site (clique aqui) e custa R$ 24,75. A quantia que receber com o projeto será revertida na causa animal, em Fátima do Sul.

A carinha de Donatella virou pintura para capa do e-book. (Foto: Divulgação)
Link
Notícias Relacionadas »